quinta-feira, 7 de abril de 2011

Mini Review - Gnome 3.0 - Live CD OpenSUSE - Pt 1

Resolvi dar continuidade em um novo post para evitar que o anterior fique muito grande.

Instalação do Gnome 3.0 Live CD

OBS: Antes de tudo, assegure-se de estar com as partições DESMONTADAS.

Levando o cursor do mouse ao topo esquerdo da tela será aberta a área dedicada ao que chamamos de Activities. O Activities é uma mistura de gerenciador de espaços de trabalho (áreas de trabalho), busca e menu (na verdade uma lista) de aplicativos. Nessa área digite Install e você encontrará a opção de instalar o sistema, dentre outras opções que carregam o nome Install.
A instalação é bastante detalhista e exige um pouco de conhecimento sobre particionamento e instalação de bootloader. ATENÇÃO: O OpenSUSE criará um esquema de particionamento que separa a raiz ( / ) do diretório de usuários ( /home ). Fique atento para fazer modificações caso esse não seja o seu esquema preferido.
Os pontos de montagens também serão automaticamente definidos (como as partições NTFS, por exemplo) e entradas no GRUB serão criadas. Ponha em práticas seus conhecimentos no que se diz respeito à instalação de LINUX e arrume tudo ao seu modo.

O instalador avisará que 1GB de memória não é o recomendável para a instalação (no meu caso, pois só tenho 1GB) mas tudo correrá tranquilamente. Ignore a mensagem, faça a instalação e clique na opção para reiniciar o PC.

No primeiro reboot, o GRUB carregou normalmente mas a inicialização do sistema parou. Tive que reiniciar o netbook na marra. Já na segunda vez, durante o GRUB pressionei TAB e selecionei manualmente o OpenSUSE. Tudo correu bem. Após a primeira inicialização você será direcionado à uma tela de ajustes de primeira execução. Aguarde uns instantes e, se você desmarcou a opção de LOGIN AUTOMÁTICO durante a instalação, você será levado à clássica tela de login do GDM3.

Dentro do Gnome 3.0

Visual Padrão

A imagem acima é o Ambiente Gnome 3.0 em sua forma padrão. Essa interface já não é mais novidade para aqueles que já vinham acompanhando as notícias sobre esse lançamento, mas passou por melhorias.

O Shell - Aplicativos

Eis a imagem do Shell em ação, exibindo a lista de aplicativos favoritos à esquerda (como um dock), lista de aplicativos disponíveis no sistema ao centro, categorias de aplicativos (Menu de Aplicativos) à direita.

O Shell - Janelas e Áreas de Trabalho

De forma totalmente integrada podemos movimentar janelas, criar novos espaços (áreas) de trabalho, adicionar aplicativos ao dock de favoritos, fechar os aplicativos abertos pela barra superior... enfim, as possibilidades são várias de se executar uma ação.

Gerenciador de Pacotes

O gerenciador de pacotes do OpenSUSE instalando as atualizações. Esse é o momento em que digitei a senha de administrador.

Continua no próximo post.
Follow Me on Twitter