domingo, 29 de maio de 2011

Pulseaudio com o volume muito baixo

Olá galerinha!

Vou ser direto, estou na correria. :)

Em algumas distros que possuem o pulseaudio como servidor de som principal os usuários já devem ter percebido que, em alguns casos, mesmo que o volume do icone do alto-falante proximo ao relógio (tray)  esteja no máximo o som não sai como deveria. Fica abaixo do normal.

Primeiro, abra o terminal e descubra a identificação da placa de som utilizada

cat /proc/asound/cardX/id

substitua X pelo número que estiver disponível aí no seu sistema. exemplo:

cat /proc/asound/card0/id

o shell irá retornar para você o nome ou fabricante do dispositivo (no meu caso NVIDIA).

Supondo que sua placa de som utilize a identificação 0, execute o comando abaixo

alsamixer -c 0

Ajuste o volume de forma desejada e saia com a tecla ESC. Se o resultado lhe agradar, salve a configuração com o comando (como root)

alsactl store

Encontrei parte dessa dica neste forum do archlinux.

Testei no FEDORA 15 e resolveu o meu problema.

Espero ter ajudado!! 

terça-feira, 17 de maio de 2011

Unetbootin no Slackware 64 bits

Hoje precisei transferir uma imagem iso para um pendrive para instalar o Ubuntu num PC sem leitor de CD/DVD. Para isso sempre utilizo o Unetbootin, porém, estou com o Slackware64 13.37 instalado no momento e, para minha surpresa, não encontrei pacotes nem slackbuilds para o programa. Tentei compilar mas dava erro. Perdi a paciência.

Solução:
Baixar o pacote rpm para opensuse x86_64 e converte-lo para tgz.

O pacote RPM foi o unetbootin-0.0.506-1.3.x86_64.rpm e pode ser encontrado aqui.
Depois de baixado fiz a conversão através do comando rpm2tgz
rpm2tgz unetbootin-0.0.506-1.3.x86_64.rpm

Instalei o pacote (como root)
installpkg unetbootin-0.0.506-1.3.x86_64.tgz

Existe uma dependência para que o Unetbootin funcione: o p7zip.

Fácil, baixe o pacote diretamente aqui.

Tudo resolvido!

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Resolva de forma simples o problema de lentidão do KDE 4 com placas Nvidia

Na segunda-feira (09/05) montei um PC para mim com processador AMD Athlon II X4 630 e chip gráfico NVIDIA GeForce 7025. Foi um investimento bem barato e de excelente benefício. Como estou usando o KDE 4.6.3, e esqueci que os efeitos nativos desse ambiente desktop tem um desempenho tosco com os drivers proprietários da NVIDIA, fui correndo consultar o oráculo em busca de informações de como resolver tal problema.
As informações que encontrei não me ajudaram. Então eu mesmo comecei a testar algumas configurações e achei a resolução para o problema. É muito simples:
Abra o System Settings (Configurações de Sistema) e acesse a opção Desktop Effects (Efeitos da Área de Trabalho). Vá até a aba Advanced (Avançado) e desmarque a opção Enable direct rendering (Habiltar renderização direta). Reinicie a sessão.

Pronto. O desempenho do KDE ficará normal e os efeitos rodarão perfeitamente bem.

Aí você me pergunta: Por que você não usa o driver aberto NOUVEAU?

Simplesmente porque comigo nunca funcionou! Na verdade, até que funciona, mas a tela fica cheia de artefatos. Então, por esse motivo, sempre recorro ao driver proprietário.

Se você é um feliz usuário de Linux, tem uma placa gráfica da NVIDIA e gosta do KDE 4 e seus efeitos nativos, desabilite a renderização direta e seja mais feliz! :)

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Travamentos no software DEVEDE no Arch Linux

Hoje mais cedo tive dificuldades para conseguir converter uns filmes para o formato padrão DVD através do software Devede. O programa abria normalmente, porém quando eu selecionava o arquivo desejado simplesmente travava a janela do mesmo.

Solução: Buscar solução! rsrs :)

Encontrei este tópico no forum do Arch Linux a informação de que o problema era causado pela versão do mplayer-vaapi que, coincidentemente, era a mesma versão que instalei no meu netbook. Prontamente removi o mplayer-vaapi e instalei a versão normal mplayer.

Problema resolvido!

domingo, 1 de maio de 2011

GNOME 3 no repositorio stable do Arch Linux

Hoje é domingo, a maioria das pessoas estão na rua, ou descansando, ou dormindo... sites profissionais de notícias não estão sendo atualizados, enfim, cabe a nós, meros mortais, profissionais liberais que não se importam com o domingo trazermos as notícias.

O texto acima foi só pra enfeitar um pouco esse pequeno post. Venho apenas dizer que o GNOME 3 finalmente chegou ao repositório stable do Arch Linux, mas as pessoas que quiserem se manter no GNOME 2 não se preocupem pois o mesmo continua sendo suportado.

Oficialmente, que eu tenha conhecimento, ja são duas distros com o GNOME 3: o Arch Linux e o OpenSUSE. A próxima acredito que seja o Fedora 15, mas não me lembro da data de lançamento. É só um palpite, pode ser que alguma outra distro seja lançada antes.
Follow Me on Twitter