terça-feira, 19 de abril de 2011

Binary Blob

Se você é um usuário comum provavelmente nunca ouviu falar em Binary Blob. Este termo é mais utilizado no meio técnico, em definições de regras e políticas de segurança pertencentes às leis que regulam o uso e a distribuição de projetos opensource. Porém, se você é um usuário comum que se interessa em leitura e, principalmente, se preocupa com o que está sendo executado em seu computador, existe uma grande possibilidade de você conhecer esse termo, ou pelo menos o seu conceito.

Segundo a Wikipedia, Binary Blob é um termo usado em certos projetos open source para descrever um código objeto para o qual não se disponibiliza o seu código-fonte. EM certos sistemas operacionais como o Linux e BSDs, o termo refere-se a drivers parciais ou completos de determinados dispositivos, provenientes de companhias como ATI Technologies e NVIDIA, manufaturados para funcionamento de certas características do dispositivo (como aceleração de vídeo).

Existe uma certa confusão entre os termos Binary Blob e Firmware. No próprio Wikipedia voce encontra a seguinte explicação sobre o Firmware: Firmwares não são tidos como binary blobs, pois são copiados para o dispositivo e não são executados pelo sistema operacional nem pela CPU. O projeto OpenBSD aceita firmwares, desde que a licença de uso assim permita. Firmware, o software operacional requerido por um microcontrolador onboard que acompanha algum hardware, é geralmente não consistido para se tornar uma binary blob. Muitas vezes é arquivado na memória flash onboard, mas para diminuir custos e falicitar o upgrading, alguns manufatureiros agora usam firmware externa uploadeada no próprio sistema operacional, que é meramente copiado para o device e não executado, diminuindo a preocupação sobre falhas de segurança escondidas. O projeto OpenBSD aceita firmware binario em imagens e irá redistribuir a imagem se a licença permitir.
Follow Me on Twitter